Tomando o suco da vida

Os últimos dias têm sido bastante atípicos para mim. Minha querida mãe sofreu um acidente: quebrou o pé. Diante deste fato, aconteceu uma reviravolta lá em casa, com a necessidade dos outros três membros restantes da família (minha irmã mais velha mora no Rio) se dividirem e realizarem as tarefas domésticas. A palavra certa é desdobramento, já que a gente teve que administrar nossas atividades diárias - trabalho, faculdade, namoro - de modo que houvesse tempo para cumprir com os afazeres domésticos.
Dentre os três, apenas meu pai é um exímio bombril: mil e uma utilidades. Ester, minha irmã, e eu, somos uma negação quando se trata de laborar no lar. Ou pelo menos, éramos. Agora nós estamos até nos acostumando a lavar a louça, varrer a casa, lavar o quintal, fazer comida, enfim, cuidar de tudo em casa. Com isso, eu percebi o quão é árdua a vida de uma dona-de-casa!
O pé quebrado da minha mãe me deu uma lição muito importante: a de que às vezes é preciso que algumas coisas grandes aconteçam para que nós demos valor às pequenas coisas. Aprendi também que se todo mundo fizer um pouco, ninguém fica sobrecarregado.
Na vida é assim: a gente tem que aprender com os acontecimentos ruins, afim de sugarmos o melhor de tudo. Porque não há nada nem ninguém inútil o bastante, que não tenha algo a nos ensinar.

5 Comente aqui!:

  1. Me disse...:

    Aqui estou eu, na expectativa de encontrar mais de um comentário... Há quase dois anos, apenas, descobri como é árdua a tarefa de dona-de-casa. Imagine você que estou "aprendendo" a cozinhar. É claro que odeio as artes culinárias, exceto quando sou degustadora. Fazer o quê? A compensação aparece todos os dias, quando me sinto livre para fazer o que quero no meu lar... Escolho a cor da cortina, da toalha de mesa, dos tapetes do banheiro... Quando você tiver sua 'independência doméstica', saberá do que estou falando... ai ai LAR DOCE LAR :P abraços,

  1. Filipe Malafaia disse...:

    Já estou treinando!

  1. Malafaia disse...:

    é... mano.... quão dura tem sido nossa vida... rs... mas até q eu to gostando, sabia... não é tão ruim quanto pensava... BJS!

  1. Rebeca Duarte disse...:

    Eu sou uma das pessoas que crêem que os males vêm sempre para o bem. Resta a nós aproveitar a lição.
    Ainda bem que você está aproveitando bem a tua.
    Beijos!

  1. Sidônia Lopes disse...:

    Olá Filipe!
    Percebo que você é um cara muito inteligente, pois o trabalho do lar não é fácil! Além de ser um trabalho que não acaba nunca, ainda não é remunerado. O pior é que nós mulheres além de trabalharmos fora para ajudar nas despesas da casa, ainda temos que chegar em casa e fazer as tarefas domésticas! Olha meu amigo, tô cansada! Dá uma olhadinha no meu Blogger que tem um texto "Amélia que era mulher de verdade" muito engraçado e tenho certeza que vc vai gostar.
    Um big abraço,
    Sidônia

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails