Orquestra dos Meninos

Marcadores:

Nunca postei um texto sobre um filme que ainda não vi. Mas hoje, navegando pela rede me deparei com a notícia de um filme inteiramente rodado em Sergipe, coisa rara para um estado que até então mantinha sua não-política de incentivo a filmagens em seus limites. O filme em questão é Orquestra dos Meninos, de Paulo Thiago, estrelado por Murilo Rosa, Priscila Fantin e Othon Bastos. Trata-se de uma história real, passada em Pernambuco nos anos 80, quando o professor de música Mozart Vieira decide criar em São Caetano, sertão pernambucano, uma orquestra clássica. Tarefa difícil. Como fazer para convencer crianças - cuja preocupação principal é o que vai comer ao meio-dia - da importância da arte na vida? A história de Mozart virou reportagem no Fantástico, o que lhe rendeu uma visibilidade enorme em todo o país, e tocou o coração de Paulo Thiago, que deu início ao projeto oito anos atrás.
No dia 29 de setembro o filme fez sua pré-estréia nacional em Aracaju, o que trouxe todos os astros da produção para a terrinha. Além do elenco global, muitas crianças sergipanas foram selecionadas para participar das filmagens, o que deixa a gente que mora em Sergipe e ama cinema muito orgulhoso. Afinal, não é todo dia que se ouve falar de um filme rodado por essas bandas.
Como não poderia deixar de ser em um filme sobre uma orquestra de música erudita, a trilha sonora é primorosa, tendo sido gravada pelo Quinteto Villa-Lobos, famoso em todo o mundo. As obras de Bach e Villa-Lobos entre outros estão em perfeita harmonia com o clima da trama. O grupo tocou de uma maneira diferente, pois para retratar meninos ainda aprendendo música era necessário interpretar de modo quase improvisado, meio desengonçado. O resultado é peculiar, mas deixa tudo ainda mais poético. Algumas músicas da trilha sonora podem ser ouvidas no site (clique aqui), que tem ainda o trailer e um texto do próprio Mozart Vieira, todo emocionado com a produção.

Enfim, fica a dica de um filme que eu certamente irei assistir no cinema, em Aracaju, como todo sergipano deve fazer. Que outras iniciativas como esta surjam, para que nosso estado seja mostrado em todo o Brasil, quiçá no mundo.

9 Comente aqui!:

  1. Rosana disse...:

    Legal Malafaia!Também fiquei curiosa para assistir. Willams conhece a história destes garotos, já esteve, de passagem, nesta cidade e quando vimos o seu post ele se recordou.
    Parabéns pelo blog,sua cara!

  1. Lisi disse...:

    Oi Felipe. Agradeço a visita e as palavras agradáveis sobre o meu bloguinho. Aproveito para elogiar também o seu, vou favoritar para não esquecer de ler todos os posts. Não faço isso com todos, só com os que desejo ler com mais frequencia.
    Que bom achar blogs que eu não conhecia e poder curtir!
    abraços.
    Lisi.

  1. Lisi disse...:

    Ahhh, e parabéns pelo filme rodado aí. Conheci através do fantástico na época. Com certeza será um ótimo filme.

  1. Willams disse...:

    Oi, Filipe! como a Rosana citou anteriormente, acompanhei na época (cerca de 15 anos atrás) o sucesso da Orquestra liderada por Mozart Vieira. Inclusive, na volta da gravação no Recife em 1995, passamos por São Caetano. Fiquei impressionado com o contraste e ao mesmo tempo o exemplo de vitória: crianças extremamente pobres que conseguiram aprender música de verdade. Bom, quanto ao filme, quero assisti-lo. Não sei ainda se a história se prenderá a determinados casos ou se valerá somente da história de sucesso. Enfim, vou esperar pela oportunidade. Parabéns pelo post!

  1. Willams disse...:

    Corrigindo: determinados casos ou se o filme mostrará de fato a trajetória de sucesso dos meninos liderados por Mozart Vieira. Ah! parece-me que foi rodado em SE no ano de 2006.

  1. Filipe Malafaia disse...:

    É isso mesmo, Willams, o filme foi rodado em Sergipe, embora a história se passe em Pernambuco. Valeu pelo post!

  1. Anônimo disse...:

    Olá, conheci a orquestra e Mozart aos 12 anos, e Mozart e meu pai eram amigos. Na época do acontecimento, meu pai foi um dos injustiçados junto com mozart e o empresário da banda. Sofri muito quando meu pai foi acusado pelo louco do delegado que destruíu a reputação dessas pessoas somente para aparecer na imprensa com o caso resolvido. Agora estou de alma lavada. Sem mais.

  1. Filipe Malafaia disse...:

    Ei, obrigado pela visita, Anônimo, mas gostaria de saber quem é você, assim o agradecimento tem mais sentido. Valeu!

  1. Carla Thiarlley disse...:

    Pprof, muito interessante, agiora estou muito ansiosa pra assistir o filme, legal a dica prof, vlw!!! bjos

Posts relacionados

Related Posts with Thumbnails